Entenda a Doença de Raynaud!

Doença de Raynaud é uma condição que afeta o fluxo sanguíneo, principalmente nos braços e pernas. Ocorre quando os vasos sanguíneos que alimentam os dedos das mãos e pés ficam menores em reação ao frio ou ao estresse emocional (esse evento é chamado de ataque vasoespástico). Desviar o fluxo de sangue das mãos e dos pés para manter o núcleo quente do corpo é uma reação normal ao frio extremo. No entanto, em portadores da Doença de Raynaud, o corpo reduz o fluxo sanguíneo para os dedos das mãos e pés após exposições relativamente pequenas à temperatura fria, como segurar um copo de água gelada ou estar em uma sala com ar condicionado ligado. Dedos, mãos, pés, lábios e língua são mais comumente afetados. Eles podem se tornar dolorosamente frios, com formigamentos extremos ou insensíveis, além disso a região da pele afetada pelo frio se torna esbranquiçada. A mesma reação pode ser desencadeada por estresse emocional ou ansiedade extrema.

Doença de Raynaud pode ocorrer por conta própria, sem ter um motivo para o aparecimento da mesma. Isso é chamado de doença primária. A maioria das pessoas com Raynaud tem esse tipo e pode ser diagnosticada em qualquer idade, mas geralmente começa antes dos 30 anos. É mais comum em pessoas que vivem em climas frios. O quadro da doença Secundária não é tão comum, mas muitas vezes é mais complexo e severo. Neste caso o surgimento pode vir ao lado de outras doenças, como lúpus ou esclerodermia. Pode estar ligada a certos medicamentos, como drogas quimioterápicas, ou ao uso de ferramentas vibratórias, como marteletes, que podem causar ferimentos nas mãos ou nos pulsos.

Causas

As causas da Raynaud primária são desconhecidas. No entanto, os episódios geralmente são desencadeados por temperaturas baixas e, às vezes, estresse emocional.
Existem muitas causas da Doença de Raynaud secundário. Estes incluem alterações nos vasos sanguíneos ou como o corpo controla o fluxo sanguíneo. Essas mudanças podem acontecer se a pessoa estiver portando outra doença ou ficar doente. Por exemplo, na esclerodermia, os vasos sanguíneos da pele e dos dedos são estreitados por cicatrização na parede do vaso sanguíneo.

Sintomas

• Extrema sensibilidade ao frio. O corpo pode reagir ao estresse emocional como se estivesse reagindo ao frio.
• Alterações de cor da pele. Dedos, e às vezes as orelhas, lábios e nariz ficam brancos devido à falta de fluxo sanguíneo (chamado de palidez). O sangue que fica nos tecidos perde seu oxigênio e a área afetada fica azul (chamada cianose).

• Frieza, dor e dormência. A falta de sangue oxigenado nos dedos desencadeia esses sentimentos. Dormência é a sensação de que os dedos das mãos “caíram no sono”.

• Para pessoas com doença grave não diagnosticada e ataques que duram muito tempo, feridas dolorosas e de cicatrização lenta podem ocorrer nas pontas dos dedos. Em casos raros, a falta de oxigênio a longo prazo nos tecidos pode resultar em gangrena (quando uma parte do corpo perde seu suprimento de sangue).

Diagnóstico

Um médico de cuidados primários geralmente pode determinar se uma pessoa tem a Doença de Raynaud, obtendo um histórico médico, descrição de um ataque e fazendo um exame físico. Ele ou ela pode examinar os dedos sob a ampliação para procurar vasos sanguíneos anormais na pele. Às vezes, exames de sangue especiais podem ser necessários para distinguir Raynaud primário ou secundário. Esses testes procuram evidências de uma doença autoimune ou do tecido conjuntivo.

Tratamento

O objetivo do tratamento é evitar que ocorram episódios e garantir que eles não impeçam a pessoa de realizar atividades cotidianas. Na Doença de Raynaud secundário, o objetivo é tratar a doença responsável pela doença e prevenir úlceras e lesões teciduais.

Para a maioria das pessoas com a Doença de Raynaud, uma abordagem conservadora que não usa medicamentos é suficiente para controlar os ataques. Para pessoas com ataques mais graves, medicamentos podem ser adicionados.

Em casos graves que não respondem a outro tratamento e ameaçam danificar o tecido, o médico pode recomendar cirurgia. Os procedimentos cirúrgicos utilizados incluem o corte dos nervos que controlam o estreitamento dos vasos sanguíneos ou a realização de cirurgias para alargar os vasos sanguíneos.

Caso haja suspeitas devido aos sintomas de Doença de Raynaud procure um médico imediatamente. Com as alterações de temperaturas abruptas a doença pode vir a se manifestar.